Título: A Cidade do Sol
Autor: Khaled Hosseini
Ano: 2007 
Número de páginas: 368
Editora: Nova Fronteira 

Sinopse: Mariam tem 33 anos. Sua mae morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rasheed, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas nao controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. E filha de um professor que sempre lhe diz: "Voce pode ser tudo o que quiser." Ela vai a escola todos os dias, e considerada uma das melhores alunas do colegio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas nao controlam seus destinos. Confrontadas pela Historia, o que parecia impossivel acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sos. E a partir desse momento, embora a Historia continue a decidir os destinos, uma outra historia comeca a ser contada, aquela que ensina que todos nos fazemos parte do "todo humano", somos iguais na diferenca, com nossos pensamentos, sentimentos e misterios.



O que achei: Meu primeiro post e vou fazer uma resenha sobre um livro que li há pouco tempo, mas que me deixou muito emocionada. Trata-se do tão falado 'A Cidade do Sol' de Khaled Hosseini, o mesmo autor de 'O Caçador de Pipas'. Confesso que estava com receio de lê-lo, pois muita gente já havia me falado que eu iria chorar. E de fato, chorei.
O livro é extremamente tocante e realista do começo ao fim e nos faz pensar como é difícil a vida do povo afegão, principalmente quando a pessoa é uma mulher. As mulheres sofrem preconceitos terríveis, mas quem somos nós para julgar essas tradições? Cada povo, cada país tem a sua tradição e lá não poderia ser diferente. A diferença é que ao ler as passagens dramáticas do livro, percebemos o quanto tudo mudou em poucas décadas, desde a mentalidade dos governantes até os costumes que são vistos atualmente. Ao final do livro, eu não sabia explicar como me sentir. Triste? Feliz? Não sei, confesso que a história das duas mulheres me fez sentir raiva por tanta convardia, feliz por Laila ter conseguido ficar com quem ama e bastante aliviada por ter nascido brasileira. Enfim, recomendo a todos que gostam de se emocionar. Ótimo livro!

Compre agora!


Nível do vício: 

4 Comentários